Posted by : DESENHEIRO 11 de nov de 2012




Olá Galera, Hoje daremos inicio a mais uma série de postagens chamada “Opinião de quem desenha e lê” Acho que o titulo já diz tudo, sempre acreditei que as opiniões são formadas a partir dos hábitos de cada pessoa, cada cabecinha pensante tem seu próprio método para analisar e concluir algo. Quando digo “Desenha e lê” quer dizer que as opiniões serão dadas por uma pessoa (eu) que Desenha e lê, obviamente. Mas o ponto chave não é esse, o bacana dessa postagem é que, analisaremos pontos das HQ’s que talvez ninguém tenha pensado em analisar, veremos pequenos detalhes que só quem DESENHA e LÊ pode compreender. Isso não quer dizer que essa série de postagens sejam direcionadas apenas para quem DESENHA e LÊ,  é livre, Free. LÊ quem quer, compreende o que quiser!



         E eu não poderia escolher título melhor para dar inicio a essa jornada de descobertas do que Madenka!


(Nota: para quem não sabe, Madenka é uma série “Prá lá” de Brasileira desenhada pelo Nosso grande Will Walbr publicada na revista Ação Magazine... Quer saber mais? Junta as moedinhas e compra a revista e tire as suas próprias conclusões).



Pensei inúmeras vezes em como fazer essas analises sem dar spoiler e tragicamente falhei. É impossível analisar sem dar pelo menos um spoilerzinho. Então coloquem o cinto de segurança, fechem bem o zíper da calça, e Vamos lá!


          




   


O MUNDO.


Considerando que a história é Ambientada num “Brasil Mágico” (Palavras do Will) e que todas as outras histórias que TENTARAM fazer isso, Falharam feio (Inclusive as do Concurso de Talentos da AM). Madenka até que se sai bem, lendo a HQ senti que o Will não se preocupou em dar explicações atrás de explicações sobre o Mundo em que a história é contada atiçando assim, a curiosidade do leitor em descobrir junto com o protagonista os encantos e perigos desse mundo fantástico. O que sabemos dele, é que envolve a nossa cultura, ponto. 



A colocação da “Nossa cultura” dentro da Hq.


Esse é um ponto bastante interessante, Quando o mercado pede HQ’s Nacionais, logo vem a “Nossa Cultura” na mente deles, muitos caem na ilusão de que usar índios, botos, curupira, deuses indígenas... Vai fazer do seu trabalho “Nacional”. Se os Mangakás usam Deuses da Morte, Raposas com Nove caudas e as outras criaturas mitológicas como persoangens de suas Hq’s, Ok. Lá da certo, não devemos copiar as estruturas de criação deles sem antes ter boas idéias. Se for copiar, façam direito!

A prova disso é a série Madenka, Se reparem bem, a estrutura de criação que o Will usou se assemelha em muitos pontos aos mangás Shonens e isso está bem claro, ele até disse que se baseou em DB para criar ( E também não poderia ser diferente, acho que a AM é de “Mangás Nacionais” Então façam Mangás, raios!) Isso não é ruim, o formato é interessante e faz o gosto do publico alvo da revista. Diria para quem está pensando em fazer um “Mangá Nacional” que envolva as nossas criaturas mitológicas, dê uma lidinha no Mandenka, e vê a maneira de como o autor encaixa elas na história. Pode ser bem Didático.





  O Visual


Se tem uma coisa que me surpreendeu, foi o visual! Largou totalmente os estilos padrões de mangá (que não foi o caso de Tunado, Expresso, Assombrado e Rapsódia) e partiu para um estilo único e divertido de se desenhar, que casou perfeitamente com a história!  Apesar da mudança notável da arte entre os capítulos, nada atrapalhou a “imagem” do protagonista para os leitores.
           


As páginas.


Sempre dinâmicas e bem preenchidas, as páginas super lotadas de quadros deixam a leitura mais lenta, “Ué? Mais lenta?” Exatamente, isso ocorre quando as cenas são detalhadas demais, seja num movimento ou expressão, por que isso acontece? Imaginem-se Olhando uma seqüência de fotos de uma pessoa andando do sofá até a cozinha em 5 Quadros, devido ao numero alto de quadros o artista vai detalhar mais os movimentos, Agora imaginem olhando essa mesma seqüência em 5 quadros com falas, algumas até que desnecessárias.  Ficou mais lento a passagem não é? Agora imaginem-se olhando a mesma cena em 3 ou 2 quadros diretos, com as falas apenas necessárias para o decorrer da cena. Ficou mais leve né? É mais ou menos isso que acontece em alguns pontos das páginas Super lotadas de MAD, não que isso seja ruim, mas pode tornar cansativo para ler. 



(Nota: A cena que o Madenka toma um Murro na fuça do sujeito que aparece andando de bicleta, POW WILL, GENIAL cara! A perspectiva, as linhas de ação, a expressão do madenka, a anatomia dos personagens, tudo contribuiu para que a cena ficasse nota 10!)



Personagens.


        Após ler o capitulo 3, fiquei ainda mais satisfeito com os personagens que aparecem na história, poderia dizer que a liberdade dada pelo desenho sem proporção exata, abre caminhos mais interessantes para a criação dos personagens, não poderia falar disso sem citar o Oda, ele é o mestre nisso. Desde a senhora que oferece água com açúcar para a mãe do madenka até o velhinho banguela olhando o Afranio-Afranio chegando à pequena vila onde Madenka mora, São incríveis, sabe, é indescritível, posso sentir vida, eu vejo pessoas reais nos personagens, e isso é o certo a se fazer! Quando nós observamos personagens em Hq’s nós temos que nos identificar, ver neles pessoas reais, e os personagens de Mad fizeram isso com  perfeição, O velhinho banguela pode ser o senhorzinho da praça, a mulher oferecendo água pode ser minha vizinha, eles podem ser personagens reais das nossas vidas... Caras, não sei como descrever isso, espero que tenham entendido.



E finalmente o último e mais importante tópico. 


Sensação de Leitura

          Como desenhista, é uma descoberta em cada página, a cada quadro, a cada fala a sensação de que essa pode ser uma HQ que entre para a história das HQ’s nacionais é constante, nas ultimas duas páginas do Cap. 3 Senti que finalmente eu posso acompanhar uma HQ Nacional Sem temer o decorrer da história, “ACOMPANHAR UMA HQ” essa frase estava adormecida já faz um tempão, não sentia vontade alguma de acompanhar os mangás clichês da Jump, os Delírios dos Norte-Americanos... Nunca imaginei que esse desejo de acompanhar uma HQ acordaria justamente em uma nacional, Sim, eu tenho um pé atrás com as HQ’s feitas por Brasileiros.



Enfim, e agora iremos fechar a postagem com os Dois quadros mais incríveis de Mad até agora. Que rufem os tambores!



 Escolhi esse quadro pelo que eu disse sobre se identificar com os personagens lembram? Ele passa uma ingenuidade tipicas de toda criança brasileira, o desenho em conjunto com o texto é perfeito.







Esse é o quadro que eu citei anteriormente, não tem o que escrever sobre ele... Vejam e apreciem por conta própria.















Galera, espero que tenham gostado da primeira postagem da série Opinião de quem Desenha e Lê. Próxima postagem sobre Jairo, não percam!

{ 13 comentários... read them below or Comment }

  1. Madenka é demais,na hora que vi que nossa cultura,nosso folclore estava envolvido,pensei "até que enfim!",pq simplesmente,eu ficava pensando na descriçao dos monstros citados em nosso folclore...e achava "como alguem pode acha isso infantil,se fosse real,estariamos mortos xD" ,precisamos do Madenka u.u go,Madenka! vire nosso orgulho nacional! pq é disso que precisamos,orgulho próprio...!

    ResponderExcluir
  2. Devo dizer que não gostei muito de madenka, a arte é boa e simples mas a historia eu achei shonem de mais e de shonem ja temos muito, quero ver mais pra frente se vai me cativar, e concordo com vc sobre as cenas tem um grande impacto na gente é como se o will nao fosse um quadrinista e sim um ilustrador, entao ele detalha da expresão e outras coisas fodas, mas como disse antes ainda achei meio cliche quem sabe pra frente minha cabeça n explode!

    ResponderExcluir
  3. Primeiro quero lhe dar os parabéns por seus desenho em homenagem a Jairo ter saído na edição 3 :D e eu tbm noteu uma grande evolução em Madenka, é o nosso shonen brasileiro, com seus clhiches e tal, mas clhiche vende!! e muito!! isso porque o pessoal gosta, então cliche ou não Madenka é uma ótima história que retrata bem nosso folclore! e as ultimas paginas do terceiro capítulo tbm me deixaram com aquela vontade de quero mais xD coisa que todo o shonen bom da jump consegue fazer, até agora eu não tinha sentido aquela vontade de continuar lendo, nas histórias da AM kkkkk e parece que já temos até um vilão que é MUITO provável que seja aquele amigo do Batála, é só comparar na 1 e 3 edição, é a mesma barba kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa cara! eu não havia reparado isso!
      Obrigado pelos parabéns.

      Excluir
  4. Os mangás do concurso tentaram ambientar um Brasil mágico ou ó um Brasil? Falharam feio? Conte-me mais sobre elas. "Elas", ok?

    ResponderExcluir
  5. Então Mau...assim como madenka temos muitos outros quadrinhos brasileiros muito bons e todos disponíveis na internet...eu destaco o Armagedon Senshi do Barutt, com um ótimo acabamento e história completinha em 75 caps, tem Spy Project da Karin que tem um ótimo conceito futurista...temos tbm no maior estilo Shonen e com essa identificação leitor -história o mangá Gangues...pra não esquecer temos tbm o tema zumbi no mangá Crash e UCS com os monstros do folclore brasileiro do talentosíssimo Emerson Valera..O Cristiano e sua série Search com um estilo inovador,isso é o que eu lembro só de cabeça...essas são minhas atuais leituras de quadrinhos brasileiros!!

    ResponderExcluir
  6. Pensei muito aqui, mas não encontrei o que acrescentar…

    …bom, posso comentar sobre as mudanças no traço. Entre MADENKA! n1 e o n2 tem um intervalo enorme. O episódio que aparece na primeira edição tava pronto a pelo menos dois anos…por isso, da dois em diante tudo muda de forma tão abrupta. Também não ajudou eu estar numa péssima fase quando comecei a desenhar o “piloto”. Inicialmente era minha intenção segurar a caneta pra que a transição fosse mais tranquila, mas a revista precisa mostrar serviço o quanto antes, então mudei de ideia.

    Agora com o terceiro episódio o quadrinho começa a trilhar o caminho que deve seguir em toda a fase dele mais moleque…e resta ver se conseguirei chegar até outras etapas adiante. Vamos ver!

    Muito obrigado pelas letras gastas! Fiquei muito feliz por notar as pequenas bobagens que coloquei lá! :)

    ResponderExcluir
  7. matou tiler durdem mas ainda sim continua sendo como ele......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. correçao, Tyler durden

      o problema é o "EU"

      Excluir
    2. Clube da luta é um ótimo filme. Mas não entendi a sua colocação. Está se referindo ao Madenka ou ao Will?

      Excluir

Debates e comentários aqui!

- Copyright © Blog do Desenheiro - Maurício Alves - Powered by Blogger - Designed by Mauricio Alves -